Depois de 4 anos na Record, Gugu perde a identidade e ainda se confunde com o SBT


Por: Daniel Fernandes

Não é segredo pra ninguém o péssimo desempenho de Gugu na Record, desde que chegou á nova casa em 2009 a audiência não correspondeu, depois de uma estréia fenomenal com 16 pontos de média e picos que ultrapassaram os 20 pontos, a atração comandada por Augusto Liberato só declinou seus índices chegando á atingir o 4º lugar no ibope, na época perdendo para o “Fantástico”, Silvio Santos e “Pânico”. Devido á isso o programa mudou de horário em 2010, passando para ás 16h da tarde, e os índices permaneceram estagnados entre 7 e 9 pontos de média, muito aquém do esperado pela emissora dos bispos, já que nos tempos do SBT o programa do apresentador registrava índices em torno de 12 e 15 pontos, assegurando a vice-liderança das noites de domingo da emissora de Silvio Santos.

Hoje, quatro anos depois do fechamento de um contrato milionário entre Gugu e Record, vemos o resultado de uma parceria mal definida, um Gugu desanimado, sem presença de palco, e sem mesmo saber o que fazer com o seu próprio programa que perdeu a identidade, vemos também uma Record que não sabe o que fazer com o apresentador em sua programação, e ainda com um salário tão alto quanto o dele.

Verdadeiramente Gugu e Record não combinam e jamais combinarão, Gugu não tem a cara da Record, Gugu tem e sempre vai ter a cara do SBT, depois de 28 anos em uma única emissora é difícil se desassociar da imagem da emissora, afinal a história de Gugu se confunde com a história do SBT, e vice-versa. Definitivamente o Gugu não vestiu a camisa da Record, apenas vestiu a camisa da Record por cima da camisa do SBT.

Ainda há rumores dentro da Anhanguera de que Silvio Santos ainda espera ansiosamente pelo retorno de seu eterno pupilo, ainda não sabe-se onde ele se encaixaria na programação do SBT, mas suspeita-se de que caso Gugu volte, seria uma volta triunfal, quem sabe talvez do “Viva a Noite” ou “Sabadão” programas que se consagraram quanto na carreira de Gugu, quanto na história do SBT, já que são programas que caíram no gosto popular na década de 90 e atingiam altíssimos índices de audiência.

Há especulações de que o contrato de 8 anos assinado por Gugu e que chega em sua metade em julho deste ano possa ser alterado pela Record, diminuindo o valor de seu salário e ainda cortando os gastos de sua produção, já que apesar dos grandes investimentos o programa ainda patina no ibope, atingindo sempre o 3º lugar perdendo para Eliana que possui um salário 5 vezes menor que o de Gugu.

Ainda é importante ressaltar que nessa mudança toda a Record que queria vencer definitivamente o SBT aos domingos, foi a emissora que mais perdeu tanto em dinheiro como em audiência. A emissora em 2009 vivia o auge de seu crescimento na audiência dominical, com o “Tudo é Possível” com Eliana, “Repórter Record” com o Roberto Cabrini e o “Domingo Espetacular”, Eliana na Record marcava médias sempre entre 8 e 12 pontos de média, quase sempre brigando pela vice-liderança na época com Silvio Santos nas tardes de domingo, á noite o “Domingo Espetacular” e o “Repórter Record” registravam médias entre 10 e 15 pontos e picos que ultrapassavam os 20 pontos, brigando pela vice-liderança com o Gugu no SBT.

A contratação de Gugu por 3 milhões de reais por mês foi mais um erro da ganância pela audiência, já que Eliana dava mais audiência que o Gugu dá hoje na Record e na época com um salário de 200 mil reais e Cabrini com o mesmo valor.

Com a contratação de Gugu pela Record, Silvio Santos fica furioso e tira Cabrini e Eliana dos domingos da Record, oferecendo um salário de 600 mil reais, não pensaram duas vezes e arrumaram as malas rumo ao SBT, hoje quatro anos depois Eliana se mantém forte na vice-liderança com a mesma pontuação da época da Record, com médias entre 8 e 10 pontos, além de vestir a camisa da emissora, já que foi o SBT quem a lançou como apresentadora em 1993, ficando por lá até 1998 quando foi para a Record.

Cabrini também volta vestindo a camisa do SBT com seu jeito sério de fazer jornalismo, garantindo credibilidade á emissora com audiências sempre entre 7 e 8 pontos nas noites de quinta-feira, e ganhando diversos prêmios do jornalismo.

A Record restou a baixa audiência de Gugu e um contrato longo de 8 anos que só termina em 2017, porém se Gugu e Record quiserem se salvar terão de mudar, Gugu deve voltar ao SBT assim como deseja Silvio Santos e Record promover o verdadeiro apresentador que veste a camisa da emissora que é Rodrigo Faro para as tardes de domingo, aí sim a briga seria de cachorro grande e de igual para igual.

Deixe um comentário | Siga o @tvibopenoticias

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s